Vamos conversar sobre o seu projeto

Fale sobre você

Qual o tipo do seu projeto?

Como funciona a classe Scanner do Java?

home/blog/aplicativos/Como funciona a classe Scanner do Java?
Como funciona a classe Scanner do Java?

A classe Scanner do Java é relativamente famosa quando o assunto é a entrada de dados. Por isso, é vista especialmente por quem está começando os estudos a respeito de linguagens de programação.


Antes de estudá-la, normalmente você aprende a estrutura base da linguagem, suas funções, entre outras coisas. Então, após isso, começa com as entradas de dados – onde a classe Scanner do Java é ensinada. Mas, afinal, você sabe bem o que ela é?


O que é a classe Scanner do Java?


Para começar, então, vamos definir o que de fato significa a classe Scanner do Java. Como já falei no início do texto, ela é utilizada fundamentalmente para a entrada de dados. Além disso, como sugere o nome, é na linguagem Java.


Então, este é um programa no modo texto que é utilizado por muitos programadores que estão iniciando. Assim, ela oferece uma facilitação na entrada de dados no modo Console.


Dito isso, então, perceba que a classe Scanner é utilizada fundamentalmente com o objetivo de realizar a leitura de dados. Entre eles, por exemplo, estão os Strings, os booleanos e uma série de outros tipos.


Embora possa parecer complicado à primeira vista, depois que você se acostuma fica mais fácil. Assim, ela oferece benefícios ao realizar a análise de tipos primitivos, por exemplo, a partir de expressões regulares.


Já com relação à origem desta classe, ela veio somente no Java 5. Antes disso, era mais difícil a criação de programas com valores de variáveis no modo console.


Gostaria de saber sobre como criar um protótipo?


Para que serve


Acima, expliquei de forma geral o que é a classe Scanner do Java. Agora, chegou a hora de avançar um pouco e entender o objetivo geral dela.

Dessa forma, ela possui a finalidade de separar a entrada dos textos em blocos. Deste modo, permite a criação dos tokens. Eles são sequências de caracteres que são separados por delimitadores. O padrão destes delimitadores é definido em tabulações, espaços em branco e em mudanças de linhas.


Como usar


Chegou, portanto, o momento de aprender como usar a classe Scanner do Java na prática. Para isso, precisamos começar entendendo como se dá a criação de uma classe.


Importando a classe


Em primeiro lugar, é necessário realizar a importação da classe Scanner do Java. Para fazer isso, digite: import. java.util.Scanner; .

Agora, adicione o método main ao bloco de código da classe, como descrito abaixo. Ele será o método responsável por associar à classe e não a um objeto.

    public static void main(String[] args) {

 

   }

Por fim, crie um objeto da classe Scanner dentro do método main. Assim, será a partir dele que as leituras de dados serão efetuadas. Para isso, digite: Scanner s = new Scanner(System.in); .


Criando a classe Scanner do Java


Agora, você deve aprender como fazer a criação de um novo projeto. Então, vá em File, depois em New e, em seguida, em Project. Após isso, você poderá selecionar, em uma nova janela, algumas opções, e deverá selecionar “java project”.


Neste momento, basta criar um nome para o projeto, clicar em Next e, em seguida, em Finish. Depois disso, vamos de fato para a criação da classe.


Então, basta ir em File, depois em New e, por fim, em Class. Novamente, basta escolher um nome e clicar em Finish. Assim, sua classe Scanner estará criada.


Principais métodos da classe


Para finalizar, conheça, agora, alguns dos principais métodos da classe Scanner do Java. Veja:


  • next(): localiza e retorna a informação seguinte deste objeto Scanner.
  • close(): fecha o Scanner.
  • nextLine(): avança para a próxima linha, mostrando também qual é a atual.
  • nextInt(): faz a verificação do token de entrada seguinte como um int.
  • nextFloat(): aponta o próximo símbolo de entrada como flutuação.
  • Radix(): faz retornar o índice atual deste objeto Scanner.


Além destes comandos, há muitos outros disponíveis. No entanto, estes são alguns dos mais usados e que você vai utilizar rotineiramente.


Em síntese, perceba que trabalhar com a classe Scanner do Java não é nada de outro mundo. Seus conceitos e aplicações serão mais fáceis de compreender depois que você pegar o jeito.


Ser um desenvolvedor de aplicativos não é tarefa facil, é necessário aprender sobre frameworks, app web, qa, ide e muito mais.


Ainda assim, porém, você ficou com alguma dúvida? Então deixe nos comentários!

Artigo deFernando CunhaCom mais de 15 anos de experiência em tecnologia e formado pela FAAP em Administração de empresas, hoje é o CEO da Mestres da Web, empresa referência no mercado nacional e com projeções de expansão internacional.
Aviso de privacidade:Nós guardamos estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, ao usar nosso site você confirma que concorda com nossapolítica de privacidade.
ok